julho
7

Crise econômica

Crise econômica

Olá pessoal.
Nossa última enquete perguntava sobre a crise financeira mundial. A maioria dos internautas respondeu que sim ( a crise já chegou até você) com 58,20% e 41,80% responderam que não.
Lembro-me que esta crise vinha sendo sentida na Europa e Estados Unidos muito antes que aqui no Brasil e que nosso Governo chegou a ironizar seus efeitos ( a famosa ” marolinha” ). Pois bem, passados alguns meses, nós que trabalhamos em determinados segmentos sentimos o baque, e que baque! Conheço algumas empresas que tiveram uma redução de 70% em seu faturamento! Empresas que não tiveram opção a não ser demitir e empresas que sentiram apenas de leve a crise. Ou seja, tem de tudo.
O que parece que o Governo não percebe é que havendo demissões as pessoas mais pobres passam a ser as vítimas da crise tanto quanto as grandes empresas. Falar que o ” pobre” não sente a crise aqui no Brasil é no mínimo uma piada de mau gosto. Por isso me assusta ouvir falar tanto em consumir, em aumentar o crédito, comprar carro novo… neste momento. Será que eu estou errada? Será que o correto é se endividar agora? Na minha cabeça não entra se meter em financiamentos de longo prazo sem ter uma clareza do que vai acontecer pelo menos a curto prazo.
Tanto se fala em mundo globalizado e me espanta como podemos pensar que a crise não nos afetaria? De alguma forma a questão passa a ser outra, não se lamentar e sim tentar criar oportunidades e se sobressair em tempos difíceis. Eis a questão. Nessas horas é que aparecem os grandes talentos, os destemidos e os vitoriosos.

junho
15

Nossa enquete sobre satisfação no emprego atual foi finalizada. A maioria dos internautas respondeu que está satisfeita no emprego atual ( 54%) e os insatisfeitos foram 46%.
Estar satisfeito em um emprego é muito importante em nossa vida. Muitas vezes é difícil encontrar o emprego que idealizamos, aliás o emprego ideal não existe. Qualquer emprego que tenhamos será em algumas coisas igual a outros empregos anteriores, então é preciso ter bem claro em nossa mente se o que esperamos de um emprego é algo real, possível de ser concretizado ou se o que esperamos é uma idealização, uma utopia.
Mais do que o emprego em si é fundamental em nossas vidas trabalharmos naquilo em que gostamos, amarmos nossa profissão já é um grande passo para conquistar o sucesso profissional. Tem pessoas que trabalham e só vieram a gostar do que fazem depois de um tempo, pessoas que estudaram uma carreira e foram parar em outra totalmente diferente, pessoas que desistem da faculdade e partem para outra, gente que pára de estudar e passam a buscar outros desafios… não existem regras para encontrar a satisfação em nossa vida profissional.
O que deve importar é o bem estar que se sente ao realizar as tarefas diárias, não importa o que os outros vão achar ou falar a respeito.. e seja no que for que se trabalhe : se você é um faxineiro ou um alto executivo.. faça bem feito, dê o melhor de si.. esse é o segredo para ser feliz no trabalho.

maio
8

Apoio do parceiro(a)

Posted In: Enquetes by Simone Castillo

Olá amigos.

Na nossa última enquete, perguntamos aos internautas se o marido/ esposa o(a) apoiava na carreira. Com grata surpresa 76,53% responderam que sim e 23,47% responderam que não.
Quando agente fala em sucesso, motivação, alcançar metas… apesar de falarmos em carreira profissional é muito importante frisar que para obter o equilíbrio profissional é fundamental o equilíbrio pessoal. Estar bem em família, com os amigos e ou os relacionamentos faz toda a diferença em nossa vida por isso o apoio das pessoas que amamos nos fortalece rumo às adversidades que temos que enfrentar. Sozinhos tudo é mais difícil.
Por isso, fiquei muito feliz com o resultado desta enquete; ela mostra que as pessoas estão procurando o equilibrio e encontrando o suporte necessário para progredir e isso é muito positivo.

março
4

69,85% das pessoas que responderam nossa enquete, disseram que não conseguem poupar dinheiro todo mês. Fiquei pensando sobre os motivos porque isso ocorre. Obviamente alguém vai dizer: salário baixo mas não é isso não. É uma questão cultural o fato de não conseguir poupar todo o mês, sabe por quê? Porque poupar é um hábito.
É necessário habituar-se a guardar dinheiro. Habituar-se a não gastar mais do que se ganha. Independente do que se ganha. Você pode achar que não vale a pena economizar, R$1,00 aqui outro acolá mas no final das contas essas economias que muitas pessoas pensam ser ridículas é o que vão somando e garantem a qualidade de vida ao longo do tempo.
É muito simples: Ser bem de vida tem mais a ver com o que se guarda do que com o que se ganha. Se você ganha bem e gasta tudo estará na mesma posição de quem ganha pouco e gasta tudo e pior do que quem ganha menos e poupa algo. Percebe que não é tão importante assim o quanto você ganha e sim se consegue poupar algo?
Repense seus hábitos. Com certeza você achará gastos desnecessários, pequenos luxos que não levam a nada e acabam minando sua conta corrente. Quer um exemplo ? Aquele estacionamento que você paga no shopping, o café com pão de queijo que se come toda tarde no bar, o happy hour quase todo dia.. e por aí vai. Aprenda a administrar os pequenos gastos pois por mais clichê que pareça a frase é bem verdadeira: é de pequenos buracos que se afunda um navio. Pense nisso.

março
2

Em nossa enquete 55,83% dos internautas não tem dificuldade de reconhecer quando erra. Isso é algo muito bom e louvável pois é difícil aceitar que erramos e mais ainda aprender com os erros, mas na verdade é isso que vai fazer com que nossas experiências sejam válidas e proveitosas.
De nada adianta termos experiências se não aprendemos nada com elas. Existem pessoas que erram, erram e continuarão errando sem aprender como evitar o erro. Isso é ridículo mas acontece com freqüência. Muitas vezes o erro é inevitável e muitas vezes é dele que saem as soluções perfeitas, mas não podemos errar demais, sem consciência.
Quando você cometer um erro (e tenha certeza que isso vai acontecer), procure avaliar profundamente os motivos que o levaram ao erro e de que forma isso poderia ter sido evitado e ainda mais, o que fazer para isso não voltar a ocorrer. É desta forma que aprendemos e melhoramos.

janeiro
29

Seu chefe é um bom líder?

Posted In: Enquetes by Simone Castillo

A boa notícia é que em nossa enquete sobre a liderança do chefe: 52,32% votaram que sim consideram o chefe um bom líder. A notícia não tão boa é que 47,68% votaram não, ou seja um diferença pequena que reflete a realidade : os chefes( 50% deles) precisam atualizar-se e melhorar sua liderança perante os liderados.. isso é muito importante porque sempre estamos falando em melhorar desempenhos, em atingir o sucesso e por aí vai, mas quando encontramos pela frente um chefe despreparado é um obstáculo enorme de ultrapassar, sendo muitas vezes e dependendo do caso, intransponível.
É preciso que realmente exista uma conscientização por parte dos chefes de que eles também falham e deixam a desejar em muitas ocasiões e que isso não é nada do outro mundo desde que se tenha a humildade de retificar e melhorar. Ser chefe é ser humano também e portanto sujeito a falhas e críticas.
Portanto chefes: se toquem ! vamos dar o exemplo antes de só exigir!

outubro
13

Nossa última enquete perguntou a nossos leitores sobre o que é mais valorizado no mercado : um profissional experiente com mais idade ou um profissional inexperiente mas jovem? Pois bem, venceu a enquete por 65,29% que o mercado valoriza hoje mais a experiência dos profissionais apesar da idade. 34,71% dos leitores acharam que profissionais jovens são mais valorizados no mercado.
Independente da idade seja ela maior ou menor, é importante que elevemos o nível de conhecimento dos profissionais de hoje. De um tempo para cá, pessoas tem saído das universidades muito mal formadas e tem sido jogadas no mercado de trabalho sem a menor chance de ter sucesso e progredir em suas carreiras. Contar com pessoas que tiveram uma formação mais sólida tem sido fundamental para as empresas, por outro lado estes profissionais mais ” antigos” tem que entender que é preciso mudar e atualizar-se constantemente pois as novas tecnologias não esperam, exercitar a paciência com o pessoal mais novo também é importante no mercado atual, dividir conhecimentos e aprender com os jovens é algo que deve acontecer. De qualquer forma a enquete demonstrou e ratificou o que vimos dizendo já algum tempo : é preciso melhorar a qualidade do ensino e a formação profissional para que possamos competir com outros países e para que possamos elevar a produtividade de nossas empresas.

setembro
10

Medo de perder o emprego.

Posted In: Enquetes by Simone Castillo

Nossa última enquete revelou uma informação que por experiência eu já havia percebido a muito tempo. As pessoas não tem mais medo de perder o emprego. Eu já sabia disso pelas minhas observações em relação a meus próprios colaboradores.
Em nossa vida seja profissional ou pessoal, existem valores e atitudes que devem ser regidas pela fé, pelo respeito e em alguns casos pelo medo. Não podemos viver totalmente sem limites, sem raciocínio, fazendo tudo o que queremos sem medir as conseqüências, a vida não é assim. Quando agimos desta maneira, pagamos um alto preço por nossas ações.
Então as pessoas não tem mais medo de ficar desempregadas ou pensam que saem de um emprego e arrumam outro na hora que bem entendem… sabemos que isso não é assim. Infelizmente os empregos não estão caindo do céu e a concorrência está muito acirrada.. se passamos de uma certa idade somos descartados, se não falamos inglês dependendo de nossa atividade, também. São muitas pessoas lutando por vagas de emprego e qualquer ponto contra é usado exatamente contra nós.
Fiquei triste com este resultado pois ele mostra uma ilusão coletiva. Ter um emprego já não vale tanto quanto antes mas é o emprego que nos sustenta, nos dá todos os subsídios para termos uma vida plena e feliz. Impressionante as pessoas pensarem que bons empregos estão sobrando e que não precisam se comedir no trabalho.
Vamos pensar direito sobre isso pessoal. Ter um trabalho é essencial para ter uma carreira bem sucedida, ficar pulando de galho em galho não representa sucesso, pelo contrário, demonstra falta de comprometimento e profissionalismo.

julho
4

O trabalho em primeiro lugar.

Posted In: Enquetes by Simone Castillo

Venceu nossa enquete com 54,78% que o trabalho vem em primeiro lugar durante a semana. Isso é muito importante porque a dedicação ao trabalho é fundamental para quem quer vencer. Obviamente todos devemos ter o equilíbrio entre lazer e trabalho mas priorizar as obrigações é um bom sinal na carreira. Todos temos problemas além do trabalho mas devemos encontrar a forma certa de conduzir as situações e dividir com nossos familiares para evitar atrapalhações no lado profissional. Pega mal faltar a toda hora para resolver assuntos particulares, atrasar sem uma boa justificativa ou coisas do gênero.

maio
26

Segundas-feiras de tristeza.

Posted In: Enquetes by Simone Castillo

A enquete sobre as segundas-feiras foi bem interessante.
Venceu por pequena diferença ( 38,68% x 36,67%) ou seja dois pontos percentuais- que as pessoas ficam deprimidas no Domingo à noite só de pensar que no dia seguinte é segunda-feira.
Isso se deve a várias razões.Vou citar algumas delas:

1) Você não está contente com seu trabalho.

2) Você associa seu trabalho somente à coisas negativas.

3) Você sabe que não terá mais tempo para nada além do trabalho durante a semana e que isso vai te exaurir até o próximo sábado.

4) Você realmente não gosta de trabalhar, independente de qual seja o trabalho.

5) Você gosta do seu trabalho mas só de se imaginar indo trabalhar já dá um cansaço, um desânimo… e por aí vai.

Não importa o motivo, a enquete revela que a maioria das pessoas encara mal o Domingo à noite. Isso é perfeitamente natural, quem nunca sentiu esse desanimozinho quando começa aquela música do Fantástico por exemplo? Você já começa vendo as notícias terríveis que aconteceram na semana e nunca tem nada de bom.. depois vem aquela história de dormir cedo porque amanhã é dia de batente, tudo isso vai entrando na nossa cabeça e se instalando de maneira negativa, já projetamos uma depressão na segunda-feira por conta disso.
Sabe de uma? Tudo isso não importa, temos que combater esse sentimento terrível do Domingo a noite e sabe como podemos fazer isso? Deixando uma atividade bem agradável para fazer nessa hora:
namore, veja um filme bem legal, coma uma pizza , jante com os amigos, brinque com os filhos ,passeie o cachorro… faça algo bem divertido para você, serve qualquer coisa menos ficar sentado assistindo notícias sobre os traficantes do RJ ou como o Brasil não cuida da Amazônia. Relaxe a cabeça no Domingo a noite, permita-se sentir felicidade e sem culpa ou estresse enfrente a segunda-feira que afinal de contas, coitada, é um dia como outro qualquer, que pode nos trazer coisas ruins e coisas maravilhosas. Tente fazer isso e depois me responda se não se sentiu melhor.
Um abraço a todos nessa segunda-feira muito legal.