dezembro
7

imagesnum3emlo


Um povo que saiba sua história. Um povo que pense, reflita e saiba analisar por trás das promessas, que saiba avaliar ações já tomadas pelo poder público e que trouxeram benefícios para a população em geral.
Independente das posições políticas de cada um, da simpatia por esse ou aquele partido é preciso avaliar com imparcialidade os feitos de cada administrador público para poder acertar na hora do voto. Não é um jogo de futebol, em que cada um torce pelo seu time de coração e leva essa torcida à extremos, trata-se de assunto mais complexo e consequências muito sérias e profundas que vão mexer com a vida de todos.
Fraudes, improbidade administrativa, desvios de recursos públicos, falta de verbas para educação, saúde, segurança, projetos sociais são algumas consequências que alteram a vida da população em geral. Punir com rigor os que cometem tais atos é apenas uma parte da solução. A outra está em saber avaliar e rejeitar quem se coloca como alternativa mas não tem embasamento suficiente para cumprir o que promete. Essa é a grande questão.
Em que confiar? Em quem acreditar? Quem pode colocar as coisas nos devidos lugares?
É preciso consciência política, seriedade para analisar propostas e candidatos e promover uma limpeza geral na classe política existente.
Para que um país evolua é necessário escolher muito bem quem vai administrá-lo, quem vai gerenciar o dinheiro público proveniente de impostos e taxas que todos pagam.
Por isso é importante não aceitar qualquer desculpa, qualquer conversa; é preciso pensar, avaliar, refletir bem em quem vale e quem não. O momento atual da história do Brasil mostra bem claro que a situação chegou num ponto em que as pessoas precisam ter mais atenção, mais empenho em escolher corretamente seus representantes.

agosto
12

chave-do-sucesso Olá pessoal,
O que está acontecendo no mercado de trabalho? Que profissionais são esses que atendem mal, não informam, não ligam para o cliente! Tudo aquilo que aprendemos à exaustão está sumindo na realidade atual- quando precisamos de bom atendimento, recebemos descortesia, individualismo, desinformação e desrespeito.
Fico indignada com o caminho que os profissionais estão percorrendo. Pessoas de valor, de conteúdo acabam sendo preteridas por gente inexperiente, sem cultura, sem valores. Tudo isso vai gerar uma conta enorme que já começamos a pagar ! Quem vai nos salvar?
Nós profissionais de valor, de capacidade comprovada, não podemos permitir e aceitar certos comportamentos- se aceitarmos a baixa qualidade de certos serviços e não nos indignarmos, não protestarmos, nunca poderemos implantar a semente da melhoria.
Se você pensa como eu, enxerga que a situação atual está bem complicada-não se cale! não aceite! lute com as armas que tiver- escreva, opine, pense, discuta- é preciso promover debates para que surjam idéias inovadoras, para que possamos aprender mais e melhorar sempre.

maio
5

reu Se tem uma coisa que realmente aprendi, nesses anos de profissão é que tem gente que não gosta de trabalhar. Tem pessoas, que recebem uma oportunidade e agarram e fazem dela seu ponto de partida; já outras recebem a mesma oportunidade e deixam escapar por entre os dedos, não porque não tenham capacidade e sim por pura preguiça!
Demorei muito tempo para acreditar que certas pessoas não queriam progredir, recusavam-se a fazer mais , não queriam mais,,, estavam estagnadas e conformadas.
Mas é assim, a vida é assim mesmo…e talvez tudo o que eu escreva não seja minimamente interessante para estas pessoas afinal a motivação é para quem quer evoluir e evoluir realmente dá trabalho.
É preciso entender que trabalhar dá trabalho! Mas que é trabalhando mais e melhor e naquilo que se gosta que está o caminho para o sucesso, para a realização pessoal.